Grêmio faz acordo com o STJD após caso de homofobia da torcida e terá que pagar multa e realizar ações no estádio

0
2

[ad_1]

Clube havia discordado do valor da multa aplicada pelo tribunal; dinheiro será repassado para entidades

ReproduçãoArena do Grêmio, no Rio Grande do Sul
Grêmio terá que fazer ações educativas sobre homofobia em sua Arena

O Grêmio firmou nesta terça, 28, um acordo com o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pela punição aplicada ao clube devido a cânticos homofóbicos entoados pela torcida no jogo contra o Cruzeiro em 8 de maio. Na última sexta, 24, o clube havia rejeitado os termos apresentados pelo tribunal por considerar que a multa do Cruzeiro deveria cinco vezes maior, já que a torcida do clube mineiro teria cantado músicas homofóbicas cinco vezes durante a partida, segundo a denúncia contra os clubes. No entanto, a multa aplicada ao Cruzeiro foi de R$ 30 mil, sendo R$ 15 mil em medida de interesse social e R$ 15 mil destinado à CBF, enquanto o time gaúcho pagará R$ 20 mil, valor que deverá ser revertido a instituições ainda a serem indicadas pelo STJD.

Além da multa, o Grêmio terá que tomar algumas ações educativas por 60 dias: a braçadeira de capitão terá que ter as cores do arco-íris, símbolo do movimento contra a homofobia; terão que ser feitas postagens nas redes sociais com uma cartilha educativa contra o preconceito e outra no site oficial com o tema orgulho LGBT; o clube terá que realizar uma reunião com as torcidas organizadas para fazer um trabalho de conscientização sobre as músicas cantadas nos estádios, e comprovar que o encontro foi realizado com apresentação das atas assinadas por representante legal e, por fim, uma campanha com jogador ou jogadora do clube deverá ser exibida nos telões da Arena da Grêmio nos jogos em que o time tricolor for mandante, com mensagens de conscientização contra a discriminação e intolerância de qualquer natureza.



[ad_2]

Source link

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui